No universo de casa: Como as crianças em isolamento enfrentam a pandemia pelo mundo

16:42



Obs.: Este conteúdo e a imagem que ilustra a matéria foram produzidos pela assessoria de imprensa da Editora FTD, e replicado neste blog com a devida autorização. Considerei apropriado, neste período de pandemia, levar estes conhecimentos às famílias que nos acompanham, e por isso resolvi reproduzir o conteúdo para vocês =)

FTD Educação traz o universo para dentro de casa com infográfico interativo

Plataforma lúdica mostra como crianças de vários países estão enfrentando o isolamento social durante a pandemia

 

Aulas on-line, brincadeiras com a família, livros, videogame ou esportes no quintal. Essas e outras atividades fazem parte da nova rotina de crianças e adolescentes em vários países que estão em isolamento social por conta da pandemia do coronavírus.

Para mostrar como está o dia a dia dentro de casa em diversas partes do mundo e oferecer atividades lúdicas e informação, a FTD Educação, referência nacional no mercado de livros didáticos e literatura e de soluções educacionais, criou o infográfico interativo No Universo de Casa (https://nouniversodecasa.ftd.com.br/). A plataforma é uma “volta ao mundo” virtual que mostra como está a vida das pessoas em lugares tão distintos e o que as crianças de diferentes países pensam sobre a vida em tempos de Covid-19.

No infográfico é possível assistir aos depoimentos de 15 crianças de 12 países (Brasil, Argentina, Estados Unidos, França, Portugal, Espanha, Bélgica, Inglaterra, Itália, Alemanha, África do Sul e Austrália) falando sobre suas atividades e seus estudos durante a pandemia.

Os depoimentos em vídeo estão legendados em português e também podem ser lidos em versão de texto.

O esquema de estudar em casa é bem parecido entre os pequenos, com aulas on-line e lição via email ou mensagem de WhatsApp. Mas as brincadeiras, atividades e sentimentos são variados. O inglês Henry, de 12 anos, por exemplo, gosta de jogar badminton e se preocupa com a bisavó de 103 anos, que sobreviveu a duas Guerras Mundiais e à gripe espanhola. Já em Barcelona, Milos, de 12 anos, cozinha e toca piano. A americana Olivia, de 11 anos, treina futebol no quintal e pode sair com a amiga Emma, desde que mantenham 1,80 m de distância entre elas.

O francês Malo, de 10 anos, teve tempo para construir uma cabana de pirata no jardim, entre um bolo e outro que assa com a mãe. A portuguesa Júlia, de 8 anos, gosta de trabalhos manuais e de fazer ginástica em casa. Diego, de 12 anos, faz acrobacias na cama elástica, na Bélgica; e a australiana Alana, de 6 anos, pinta quadros.



Os brasileiros também contam suas experiências de quarentena. Em São Bernardo do Campo (SP), Paulo Henrique, de 6 anos, acorda cedo para fazer lição e gosta de jogar videogame. Gabriel, de 8 anos, da capital paulista, é fã de jogos como xadrez e Banco Imobiliário e até aprendeu a arrumar o quarto. Já o manauara Mateus, de 10 anos, acha que o mundo vai estar menos poluído quando tudo voltar ao normal.

"Este site é uma proposta criativa e rápida, uma demonstração de como nos adaptamos para gerar conteúdos adequados à realidade atual e que conversa com o que aparentemente será o 'novo normal'”, destaca Isabel Lopes Coelho, gerente editorial de Projetos Especiais e Literatura/Paradidáticos da FTD Educação.

Além dos vídeos, o mapa-múndi digital oferece nove atividades pedagógicas e lúdicas para os pais e as escolas desenvolverem com as crianças, como desenhar máscaras, criar cidades de embalagens, fazer pesquisas etc. Basta clicar nas “pessoas” espalhadas pelos continentes e acessar o material. O infográfico interativo também oferece dez textos informativos e científicos, com questões mais técnicas sobre a pandemia, como a explicação de como o vírus se espalha e como fica a Educação no isolamento. O acesso é feito com um clique nos meios de transporte espalhados pelo mapa.

“No Universo de Casa transmite a ideia fundamental de que para vencer o período de isolamento social, precisamos transformar nossa casa em um universo que contenha Educação, cultura, afeto, solidariedade, atividade física etc. Para isso, temos de contar com tudo que o mundo digital nos oferece e também com as capacidades de conviver, de estar sozinho, de fruir pequenas coisas, de viver o momento e planejar o futuro”, diz Estevão Azevedo, editor do projeto e coordenador de literatura da FTD Educação.

Fonte: Assessoria de Imprensa da FTD Educação


TALVEZ VOCÊ TAMBÉM GOSTE

0 comentários

Siga nosso Instagram