Você viu primeiro no Lendo Junto: nossa lista entre os 30 melhores livros infantis do ano de 2020 da Revista Crescer

18:57



Saiuuu a tão esperada lista dos 30 melhores livros infantis da Revista Crescer de 2020!

É uma lista com os livros mais legais lançados em 2019 e início de 2020, escolhidos a dedo por jurados especializados em Literatura Infantil, ou seja, só gente fera no assunto!

 

A lista é uma das mais esperadas por quem curte literatura infantil, e uma referência para os pais que desejam acrescentar livros com temáticas variadas e super selecionados à biblioteca de suas crianças! Só tem livro lindão demais, nossa, muitos ainda então na minha wishlist eterna, que nunca se acaba e só faz aumentar a cada lançamento que vejo por aí hahaha... Quando sai essa lista, então, como ela cresce, vocês não têm noção rsrs...

 

Nossa missão no blog também é mostrar a vocês as novidades e lançamentos do mercado editorial em LIJ. E olha, dentre os 30 escolhidos, você conferiu antes aqui no Lendo Junto nada menos que 11 dos livros selecionados! Fique sempre atualizada(o) com nossas dicas, principalmente no nosso Instagram – já tá seguindo? É o @lendojunto - clica aqui para ver o Insta.

 

Esse post vai mostrar a vocês, como num “vale a pena ver de novo” (rsrs) as 11 resenhas publicadas, e a lista completinha e linda, linda, você pode conferir no site da Revista Crescer, basta clicar nesse link. A foto que ilustra essa matéria foi extraída da matéria da Crescer, e as outras são de minha autoria.

 

Vamos lá conferir os livros??

 

A bicharada foi convidada para uma “festa”, e quando voltam a floresta não está mais lá: foi desmatada e agora estão sem casa para morar!

 

Os (ir)responsáveis pela derrubada das árvores, claro, são os humanos, essas “estranhas criaturas” que não entendem que nossa casa, o planeta, depende de um equilíbrio para ser bom para todos os seres que aqui habitam... Os animais até tentam fazê-los ver que a floresta faz falta como sua moradia, mas são afugentados pois os humanos são criaturas ferozes (cabe perguntar afinal que será o “selvagem” da história? Esse conceito é tão difuso...) Então os bichos resolvem apelar e pedir ajuda aos “pequenos guardiões” dos humanos, os animais domésticos, e dar o troco na mesma moeda: inventam uma festa para os humanos, que ao retornarem têm suas casas tomadas pelos animais selvagens! Eita... A história termina bem, com a conscientização de que é preciso cuidar do meio ambiente para que todos tenham suas casas, mas na vida real o que estamos fazendo pra isso acontecer?

 

Dá um friozinho na espinha imaginar o futuro que aguarda nossos filhos e netos, se a gente não cuidar HOJE para que eles tenham um planeta habitável num futuro próximo. Cobrar firmemente ações governamentais de preservação ambiental, começar pelas pequenas ações no dia a dia, estimular a consciência ambiental nos nossos filhos, tudo isso ajuda! A nossa casa, o nosso planeta, tá pedindo socorro faz tempo! É urgente, é necessário rever as práticas e o estilo de vida, se não ninguém aguenta!

 

Achei absolutamente fantástica a ideia do Quindim @clubequindim de enviar junto com o livro um papel com sementes de ipê (árvore que eu acho LINDA DEMAIS), como uma forma de “devolver uma casa” aos animais da nossa cidade! Com a leitura, uma lição de vida e junto dela uma ação prática: por aqui vamos com certeza plantar as sementes, e fazer uma pequena parte da nossa tarefa de cuidar do meio ambiente! E você, como conversa sobre estas questões com seus filhos?

 

Ah, aproveita para receber lançamentos exclusivos como esse com o Clube Quindim, e use nosso cupom de desconto de 30% off na 1ª. Mensalidade, basta usar o código LENDOJUNTO30 na hora de finalizar a assinatura =) confere o site do clube Quindim nesse link

 

Estranhas criaturas, de Cristóbal León Cristina Rubio, tradução de Luciana Veit pela WMF Martins Fontes

 

 

Pinóquio, o boneco de madeira que queria ser gente, trazendo pequenas verdades nesses traços sempre maravilhosos de um de nossos autores preferidos: Alexandre Rampazo

O boneco começa sendo ele mesmo, em frente ao espelho, refletido como o boneco, o pedaço de madeira que era.

 

Mas imaginou-se sendo outros... outros personagens que também povoam nosso imaginário, aqueles de tantas histórias de nossas infâncias: e se fosse o próprio Gepeto, seu criador, bondoso e justo? Ou ainda o grilo falante, ajuizado? Quem sabe o Sr Raposo, astuto, ou o burro, que só precisa comer e dormir?

 

De tanto imaginar como seria se fosse alguém além de si, desejando estar no lugar desse alguém, Pinóquio parece decepcionar-se quando cai na real e se vê novamente diante do espelho... “um boneco que era, na verdade, um pedaço de madeira”. Quantas vezes já quisemos ser outras pessoas né? Parece que “a grama do vizinho é sempre mais verdinha”, como dizem. Mas será mesmo que é fácil ser “os outros”? Será que a vida que eles levam na realidade é bem diferente daquilo que imaginamos? Nesse mundo de aparências, a grandeza do Pinóquio de Rampazo está em reconhecer sua essência, seu valor. Em perceber que o que lhe compõe, sua natureza, o ser “árvore”, está intimamente ligado com sua identidade e seu lugar no mundo.

 

Há um diálogo lindo entre o texto de Rampazo e outro que amamos tanto, “A árvore generosa”, de Shel Silverstein, que completa o sentido do texto, numa brincadeira com as páginas do livro, que crescem tal qual o nariz de Pinóquio (seria mentira?Rsrs). O acabamento da capa do livro nos lembra do que Pinóquio é feito, uma perfeição até nos detalhes... Encantador! E as ilustrações, então?? Que presente para os olhos

 

Pinóquio, o livro das pequenas verdades, texto e ilustrações de Alexandre Rampazo pela Editora Boitatá

 

 

A vida e a história da família da Carroça de Mamulengos: é o enredo de “Álbum de Família”.

 

A trupe da Carroça começou sua história há 40 anos, e esse livro é a mais bela homenagem que os artistas poderiam ter para eternizar suas andanças pelo país! Cada vez mais fico maravilhada com o trabalho de Gabriela Romeu para documentar e poetizar as histórias, a cultura e sabedorias populares de norte a sul do país e essa é mais uma mostra da riqueza de suas obras, todas pra ler e guardar com todo carinho no coração!

 

Em “Álbum de família”, antes era só Babau, que encontrou Schirley, que juntos formaram uma família com 8 filhos, todos nascidos na estrada, no picadeiro, já nasciam artistas! Cada filho ganhou seu nome artístico, e é lindo ver em versos como as histórias de cada um foram engrandecendo ainda mais a trupe da Carroça, o enredo vai e volta no passado, as ilustrações de Catarina Bessell são um presente para os olhos de quem mergulha atentamente nos versos de Gabriela Romeu, uma verdadeira obra de arte.

 

Sem contar no material complementar à leitura, sempre presente (como um presente!) nas obras da Peirópolis, basta escanear os QR codes espalhados pelo livro para ter acesso a mais riquezas para os olhos e ouvidos (há uma encenação da terceira geração da família em um desses vídeos! Uma fofura só!).

 

Para quem AMA a arte, a cultura popular, o circo, as alegrias e as belas lembranças de infância que a arte circense nos remete vai adorar a obra.

 

Álbum de família, de Gabriela Romeu e ilustrações belíssimas de Catarina Bessel pela Editora Peirópolis

 

 

 

“Cada bilhete, uma história de bem querer.

Cada bilhete, um destino escrito”

 

A 1a. impressão que eu tive da “História do pássaro e o realejo”, do Ale Rampazo, já foi de impacto: de cara a gente abre o livro e já recebe um bilhete (como se fosse o próprio pássaro da história já entregando-o para o leitor): “Não se aprisione em você mesmo. Seja livre”. Meu Deus do céu, que livro é esse minha gente que já começa com uma baita mensagem dessa?? Socorro... tem livro que parece que é “só” livro infantil né? Mas que ele cai feito uma luva é pra gente mesmo, que já cresceu...

 

O pássaro da história passa seus dias a retirar do realejo os bilhetes que revelam a sorte ou o destino de cada um que procura seu dono. Cada um sai feliz e esperançoso que a mensagem do bilhete se cumpra, pois ela é especial e fala direto ao destinatário. Os olhos do pássaro anseiam por liberdade, no horizonte que se apresenta à sua frente, mas ele está preso àquela situação, acomodado e acreditando ter um propósito de vida ao servir a seu dono e a seus clientes. Até que ele tem uma chance que sente que não deve deixar escapar... para completar, no meio na narrativa há um menino esperto e seu pai, que lêem a história do pássaro, e dão alguns insights ao leitor de verdade que está com o livro na mão... Esse é daqueles livros pra gente ler com calma, na paz que ele requer, a gente precisa parar, relaxar, respirar, ler, refletir, se acalmar, deixar a mensagem dele entrar no coração e na alma... e por fim suspirar e sorrir com tudo que acabou de ler, e guardar bem no fundo da gente tudo o que essa leitura oferece. Não se sai “imune” a essa mensagem tão profunda do pássaro e o realejo. Eu estava ansiosa para conhecer esse lançamento maravilhoso do Alê que, como sempre, surpreende seus leitores!

 

A história do pássaro e o realejo, de Alexandre Rampazo pela Trioleca Editora

 

 

A autora Eva Furnari vem com esse super lançamento pra lá de nonsense que caracteriza seus livros: é o “Tantãs”, trazendo muito riso pra garotada! A meninada vai se divertir e se identificar com os diálogos meio absurdos entre os personagens: um menino que quer ser dorminhólogo quando crescer, um cuco que não saiu para cantar no relógio pois estava gripado, uma cartinha de uma bruxinha para o papai noel, e ainda “dicas” de outros personagens para resolver problemas matemáticos: como inventar medidas para os sentimentos como raiva, medo, tristeza? As ideias são incríveis... Ou, quem sabe, que tal uma receita para inventar uma história, com toda a trama e personagens envolvidos, com direito a ilustração e tudo!

 

A biografia da autora ao final fecha com chave de ouro essa pegada nonsense engraçadíssima que está presente na obra! Afinal, é preciso deixar aflorar nosso lado tantã de vez em quando e se divertir também com os resultados. Ler um livro de Eva Furnari é sempre um presente!! Minha filha maior leu na escola e até hoje brincamos muito recordando “Não confunda”, que também se parece com “Tantãs” em algumas partes...

 

Recebemos essa lindeza do clube A Taba @atabaleituraemrede (confere o site aqui), que nos enviou um brinde lindão: um travesseiro em formato de outro livro da autora: “A Bruxinha Zuzu e Gato Miú”... virou o favorito da casa, claro rsrs... Lembrando que essas leituras maravilhosas podem chegar também aí na sua casa todos os meses, aproveita pra dar um presente que vai durar o ano inteiro: faça a assinatura anual e ganhe 30%off na 1a. mensalidade do clube, basta adicionar nosso cupom exclusivo LJT no carrinho!

 

Tantãs, de Eva Furnari pela Editora Moderna

 

  

“A única coisa para sempre é o sol.

No céu,

no mesmo lugar,

prestando atenção

no universo.

 

Mesmo quando escondido atrás

das nuvens, ele nunca para de brilhar.

Dia a dia, cedo ou tarde,

ele traz de volta sua luz.”

 

É assim, com pura poesia e lirismo, que André Neves traz em seu mais novo lançamento pela Editora Paulinas, uma história que começou lá atrás, em outro livro, o “Menino Chuva na Rua do Sol” (que eu fiquei curiosa para conhecer).

 

Celino (que quer dizer o filho do céu) é um menino cheio de sonhos, que morava na Rua do Sol e ansiava pela chegada da chuva. Não apenas isso: ele desejava colecioná-las, e já havia preparado vários frascos para coletar os mais variados tipos de chuvas, tantas quantas sua imaginação pudesse alcançar! E assim, acreditando na beleza de seu sonho, a tão aguardada chuva chegou aos moradores do lugar, e aí o leitor se delicia com a pura poesia de André Neves e viaja pelos seus versos que narram, juntamente com as #ilustrações de encher os olhos, as tantas chuvas que chegaram naquela Rua do Sol. É uma festa de palavras que aguçam os sentidos e enternecem a alma de quem lê e contempla a poesia de Neves.

 

O colecionador de chuvas, Texto e ilustrações de André Neves pela editora Paulinas

 

  

Um encontro inesperado. Mais que isso: indesejado. Um evento desagradável que termina com um pedido de segredo. Mas Leila é forte o bastante para não se calar e denunciar quem lhe importunou .Assim é a história da baleia Leila, lançamento de Tino Freitas e Thaís Beltrame pela Abacatte, e que chegou até nós através do clube A Taba (que vcs sabem que eu amo de paixão e recomendo demais né?).

 

De uma forma absolutamente sutil e ao mesmo tempo impactante, “Leila” conta a história da baleia que saiu para passear e encontrou um vizinho, um polvo intruso que resolve molestá-la em seu caminho. Sem que ela permita, ele se aproxima de modo intimidador e corta-lhe os cabelos, dizendo que “eu gosto assim, pequena”. Invadiu seu espaço, deixou marcas em seu corpo, Leila sentiu angústia e toda uma série de sentimentos que a deixaram marcada. Sofreu em silêncio, mas soube emergir do fundo do mar (ou seria do poço?) com a ajuda de seus amigos. Até que um dia reencontra o vizinho: Leila resolve delatá-lo diante de todos, ao mesmo tempo em que se liberta da confusão de sua mente e das lembranças do que viveu.

 

Há muitas simbologias expostas no livro relativas à dor de quem já foi abusada(o) por um alguém. É com um certo aperto no ️que se termina a leitura, principalmente por saber que há tantas Leilas mundo afora que não conseguem pedir ajuda e sofrem caladas, enquanto abusadores estão soltos. O grande trunfo do livro é mostrar metaforicamente às crianças que há toques e aproximações que não devem ser permitidos, fala sobre consentimento e que não se deve manter um “segredinho” porque alguém lhe pediu. As ilustrações merecem um olhar apurado, que revelam muito do não dito.

 

Abuso é assunto sério, e a prevenção e reconhecimento de situações que levam a isso são primordiais de serem divulgados. A Taba promoveu um bate papo com o autor e uma psicóloga para falar do tema e sobre como o livro foi pensado para abordá-lo.

“Leila lembrou-se que é da sua natureza ser enorme e ser leve”. Nunca esqueça que você é também mais forte do que imagina! #lutecomoumagarota

 

Leila, de Tino Freitas e Thais Beltrame pela Editora Abacatte

 

 

 

Sobre o Dia das Mães: absolutamente encantada com esse lançamento da Amélia, aka Blog do Livrinho, fez! “Meu pequenino” é pra derreter corações com toda certeza!

 

Esse chegou pra gente através do clube A Taba (em maio/2019). Nesse mês das mães eles resolveram mexer com nosso emocional sabe rsrs... Pq quando a gente é só filho(a), a gente tem outra dimensão das relações parentais: quando crescemos, costumamos desapegar um pouco dos pais e seguir a vida. Mas quando nos tornamos mãe e pai? Ahhh, aí a coisa muda completamente de figura... e a gente finalmente passa a entender que seremos eternamente pequeninos aos olhos de nossos pais... pode crescer uns 2 metros de altura: sempre vai ter colo e carinho para os filhos, pro resto da vida!

 

E a delicadeza com que é mostrada a chegada do filho e do ciclo da vida é emocionante nesse livro. Chega um menino, tão esperado, que vai crescendo, numa história “sem começo, nem meio nem fim” que a mãe tenta contar para o filho, mas talvez embargada pela emoção, não consegue terminar... ela estaria preparando-o para o capítulo final? Mas será que a história termina?

 

Vou te contar viu: seguura a onda pra conseguir ler sem cair um cisco no olho...pois por mais que a gente evite falar sobre, tudo tem uma finitude, tudo tem seu tempo, nada é eterno... Dói pensar que um dia a gente se vai, ou que nossos entes queridos não estarão mais aqui...mas disso tudo temos que ter sempre em mente: vamos aproveitar agora para curtir quem a gente ama, pois o amanhã é uma incógnita...

 

Meu pequenino, de Germano Zullo e ilustrações de Albertine pela editora Amelì

 

 

Que tal uns versos meio maluquinhos pra animar por aí?? A rima de Leo Cunha corre solta no “O livro maluco das poções mágicas”, com as ilustrações pra lá de divertidas de Mariana Massarani (que dupla, gente!!)

 

Era uma vez uma menininha que descobre um livro mágico. No começo dele, uma observação especial: “Ao folhear este livro, tenha a alma bem leve. Toda poção é um brinde para você que se atreve...” As descrições que se seguem a cada uma das poções são hilariantes, algumas com certeza seria o sonho de toda criança (que tal tomar uma poção de Mate-mágica e transformar a própria mente em uma máquina de calcular na época das provas, heim?). Ou quem sabe ter sempre à mão uma dose de PerfuMilhante, para espirrar nos bullies que gostam de humilhar os outros? Mas não se preocupe: ela não faz mal, só desmancha a maldade deles no ar

 

Além desses há várias outras brincadeiras maravilhosas com a linguagem para criar poções mil para divertir e fazer a imaginação voar com as várias possibilidades de cada tipo de mágica através das páginas em alguns casos, a mediação do adulto é bem vinda, pois algumas referências fora do texto são necessárias (nos versos famosos do Milk-Shakespeare, por exemplo rsrs). Uma leitura deliciosa somada a um jogo de palavras bem divertido pra agradar todas as idades!

 

O livro maluco das poções mágicas, de Leo Cunha e ilustrações de Mariana Massarani  pela Editora do Brasil

 

 

 

O título do livro é um convite.

Um convite e uma ansiedade ao mesmo tempo: “vem logo, eu quero brincar com você!” Esse lançamento da editora Gato Leitor tá dando o que falar: primeiro, pela dupla de sucesso: Pablo Lugones e Alexandre Rampazo repetem a dobradinha que emocionou tantos leitores em “O passeio”(uma narrativa absolutamente linda sobre o ciclo da vida e a relação entre pais e filhos!Tão lindo que ganhou o prêmio da FNLIJ e a distinção da UNESCO!)... E agora, com esse livro igualmente sensível e que fala do relacionamento entre irmãos (ah como a gente AMA livros assim!), aposto que também será destaque (merecidamente!) e vai ganhar o coração dos leitores com toda certeza!

 

Nas 10 razões, acompanhadas de ilustrações maravilhosas do Alê Rampazo, tudo o que o menino quer é uma companhia pra brincar. Logo, já! Urgente! É como se ele dissesse: “não perde tempo, tenho tanta coisa legal pra te mostrar, eu quero você aqui comigo pra ver como é bom ser criança!”. Aí você pensa: nossa, quanta ansiedade, por razões tão lindas de se ver, que o final chega a ser emocionante (confesso, caiu um cisco no olho rsrs). Quem tem mais de um filho sabe como é bonito ver as crianças brincando juntas, nessa relação que vai durar a vida inteira, e essa leitura é para celebrar exatamente isso: o amor de irmãos! Lindo demais!!!

 

10 motivos para você vir LOGO aqui em casa, de Pablo Lugones com ilustrações de Alexandre Rampazo pela Gato Leitor Editora

 

 

Que tal um pouco de imaginação e fantasia? A leitura de hoje convida a meninada para um passeio super divertido e cheio de aventuras em um... jardim!! A pequena Nora estava entediada, super desanimada e até meio mal-humorada na casa da avó (suspeito que ela tá no meio dessa quarentena também, tadinha rsrs)

 

A avó, para atiçar a curiosidade da neta, diz a ela que dê um passeio do jardim da casa, pois lá tem criaturas bem esquisitas, pra não dizer bizarras: libélulas gigantes, plantas devoradoras, um urso zangado e um TIGRE!

Seria possível uma coisa dessas?

 

No começo a menina não leva muito a sério... mas não é que coisas estranhas começam a acontecer nesse passeio?? Seriam de verdade, ou seria a sua imaginação?

 

“Eu tenho uma ideia...

Se você acreditar que eu existo,

pode ser que eu seja de verdade.”

 

Uma celebração à imaginação e à #criatividade, tão inerentes às crianças!!

 

Recebemos essa belezinha como livro de Maio/2020 do clube A Taba =)

 

Tem um tigre no jardim, de Lizzy Stewart, tradução de Sonia Pinheiro pela Salamandra

 

 

E aí, o que acharam da lista?

Me conta!

 

Abraço e até o próximo post

Jaqueline

Obs.: Alguns livros aqui mostrados foram adquiridos pela autora do blog através de cortesia da editora ou do clube de leitura, outros por recursos próprios. Em todo caso, a autora reserva-se ao direito de resenhar apenas as obras que tenha realmente gostado, de forma independente e isenta, e a apresentar sua opinião pessoal sobre as mesmas a partir das experiências de leitura obtidas =).

TALVEZ VOCÊ TAMBÉM GOSTE

0 comentários

Siga nosso Instagram